Bem-vindo: 18 Nov 2018, 16:21



Todos os horários são GMT - 3 horas





Criar novo tópico Responder  [ 2 mensagens ] 
Autor Mensagem
 Título: Gastrópodes Audaciosos (por David Knop)
MensagemEnviado: 02 Mar 2013, 10:11 
Offline
Citar mensagem
Moderador Global
Moderador Global
Avatar do usuário

Registrado em: 28 Jun 2009, 18:27
Mensagens: 9083
Imagens: 20
Localização: Campinas
Curtiu: 17 vezes
Recebeu Curtir: 183 vezes
Apelido: Renato
Data de Nascimento: 03 Abr 1976
Cidade: Campinas
País: Brasil
Artigo e Imagens por Daniel Knop
Tradução Renato Vidal (com autorização do autor)

Gastrópodes Audaciosos

Imagem





A ausência faz o coração crescer mais forte, assim diz um ditado. É claro que não se aplica em todos os casos, e certamente não se aplica a este.
Eu encontrei pela primeira vez um gastrópode pequeno chamado Aeolidiopsis harrietae, um membro do Aeolidiidae família, na primavera de 1986, e foi a minha primeira séria experiência negativa em meu hobby: eles transformaram uma recém-adquirida colônia de Zoanthus em corais completamente arruinados, da mesma forma, com outra colônia três meses depois. Eventualmente, esses moluscos altamente especializados devem ter perecido por falta de alimento.


Imagem

Eu admito que tinha muito menos entusiasmo com estes moluscos naquela época do que hoje. Naquela época, eu tinha entrado recentemente no hobby de aquários de corais e estava lutando contra parasitas que tinham uma taxa reprodutiva incontrolável e que estavam comendo meus animais. Eu vi o gastrópode como um parasita, uma praga. Agora, 26 anos depois, vejo um molusco que desenvolveu uma fascinante adaptação mimética ao seu hospedeiro, e assim, passei a observar com grande interesse como o gastrópode enrola seu corpo em forma de um círculo, de modo que os apêndices sobre suas costas deem a impressão a quem olhar que são os tentáculos dos zoanthus vizinhos. Não só eles imitam a coloração marrom das algas simbióticas que se acumulam nos zoanthus, mas até mesmo produzem um efeito fluorescente de cor verde brilhante nas pontas dos tentáculos. Uma notável adaptação.

Imagem

Em última análise, esses gastrópodes cavalos de Tróia do aquário, onde se reproduzem e outros danos que fazem, não é maldade, mas falta de conhecimento do aquarista. O erro é colocá-los no aquário com o seu hospedeiro, mas sem os seus próprios predadores. Este gastrópode é parte de um sistema altamente complexo, uma pequena peça no mecanismo global, incapaz de existir em equilíbrio por si só. Somente não trará problemas se a sua proliferação for limitada pela pressão de predação, com isso o seu efeito sobre o hospedeiro vai ser limitado e o sistema permanece funcional. Para minimizar pressão de predação sobre a sua própria população, eles têm evoluído a essa adaptação aos zoanthus fascinante. Hoje em dia eu não estou lutando mais contra os parasitas, mas vendo uma comunidade de criaturas que evoluíram com interações altamente diferenciadas e relações recíprocas a fim de sobreviver, e eu sou fascinado em conseguir o bom equilíbrio, embora nem sempre ocorram bem no aquário.

Tive o prazer de me unir com um inimigo outrora odiado, porque eu não tinha mais encontrado Aeolidiopsis harrietae em 26 anos, tanto em lojas de aquário ou mesmo na natureza. Sabe-se que três tipos de nudibrânquios, membros da família Aeolidiidae parasitam zoanthus, e todos três estão no gênero Aeolidiopsis. A. harrietae não é realmente incomum na natureza, mas é tão bem adaptado ao seu hospedeiro que é raramente visto. Durante os primeiros 10 anos que eu mantive aquários de corais, estes gastrópodes estavam na minha lista de inimigos do aquário, eles tinham me privado de duas belas colônias de zoanthus. Na segunda década, por contraste, às vezes eu desejava ter esses gastrópodes como aliados, por exemplo, quando eu experimentei uma incontrolável eclosão da espécie Protopalythoa heliodiscus em um aquário de 6000 litros. Mas apesar de um grande esforço e numerosas comunicações com revendedores, atacadistas, exportadores e até mesmo na Ásia, não consegui espécimes deste gastrópode para colocar lá.

Durante a minha terceira década no hobby eu finalmente comecei ver as interações entre as criaturas no aquário de corais de uma maneira nova, com prioridades diferentes e um olho para as relações recíprocas interessantes de um ecossistema. Este pequeno gastrópode se tornou algo como um professor.

Aeolidiopsis harrietae pertence a um grupo de nudibrânquios que se especializaram em usar corais como alimentos e é bastante intimamente relacionado com Aeolidiella stephanieae (Berghia), que se alimenta de anêmonas Aiptasia diaphana. Os sintomas de uma "praga de gastrópodes" ainda são os mesmos: os pólipos da colônia não se abrem completamente em alguns lugares, e às vezes permanecem completamente fechados. Pequenas manchas esbranquiçadas aparecem no corpo do animal, às vezes ligeiramente elevado e um pouco mais rígido que o tecido do animal. Isso ocorre onde os gastrópodes perfuram o corpo do hospedeiro para sugar os fluidos do seu corpo. No centro de cada mancha é uma espécie de tampão composto por tecido necrótico. Os gastrópodes muitas vezes escondem entre os pólipos durante o dia, mas, perto dos pólipos fechados você pode às vezes, ver as incrustações típicas concêntricas em que a próxima geração de gastrópodes está se desenvolvendo. Esta espécie desenvolve sem um estágio planctônico, de modo que a prole deixa os ovos já como gastrópodes integralmente formados, e de tamanho tão pequeno que dificilmente podem ser vistas a olho nu.

Imagem

A remoção manual de gastrópodes e suas ovas pode reduzir o problema de predação até certo ponto, mas também pode danificar os zoanthus que são hospedeiros. O problema não pode ser completamente resolvido desta maneira, também, os gastrópodes jovens são infinitamente pequenos demais para identificá-los sem ajuda óptica. Os maiores podem ser recolhidos diariamente, mas novos espécimes juvenis irão manter transformando-se aparentemente do nada, até que cheguem a um tamanho de corpo visível.
O aquarista esta aquém de ser um substituto perfeito a um predador. O objetivo é muito melhor conseguido com o auxílio de predadores naturais que são especializados em rastrear os gastrópodes jovens e têm todo o dia para fazê-lo. Os zoanthus não sofrem com a presença de gastrópodes, mas sim, da ausência de seus predadores. Não é difícil encontrar espécies que se alimentam desses moluscos entre os wrasses adaptados a vida em aquários. É, no entanto, um pré-requisito de que o aquário também forneça habitat adequado para estes peixes.


Wrasses Predadores de Moluscos

Aquários de corais oferecem excelentes condições para reprodução e dispersão de numerosos pequenos moluscos e vermes anelídeos, o que não é interessante para o aquarista. Com o objetivo de controlar esta situação, peixes wrasses devem ser adicionados à população de peixes, desde que o ambiente satisfaça os seus requisitos e necessidades.
É imperativo que os aquários possuam uma boa camada de substrato para que eles possam se enterrar.
A escolha das espécies é limitada se você tem um aquário menor. O Wrasse Six-Line (Pseudocheilinus hexataenia) é uma possibilidade, adequado para volumes de cerca de 300 litros, embora possam ser muito territoriais e agressivos na fase adulta. Tem ainda, menor que este, o Pseudocheilinops ataenia, é um pouco mais tranquilo, mas muito raro no comércio.
Existem mais opções para os aquários acima de 500 litros: Várias espécies de Halichoeres já podem ser consideradas, bem como, por exemplo, H. chrysus, que é relativamente pequeno e relativamente pacífico. H. cosmetus é significativamente menos pacífico, embora também eficaz em eliminar pequenos moluscos. A predação será ainda mais eficiente se exercida pelo grande H. marginatus, mas você vai ter que ficar preparado para um monte de atitudes perturbadoras. Acima de tudo, o wrasse já com o tamanho adulto, vai deliberadamente derrubar rochas na busca de moluscos.



Imagem REFERÊNCIAS
Knop, D. 2009. "Trojaner" im-Meerwasseraquarium Unerwünschte Aquariengäste erkennen und bekämpfen. Natur und Tier Verlag, Münster, Germany.

Knop D., 2009. "Trojans" no aquário de água salgada - Os hóspedes indesejados do aquário - Reconhecer e Lutar. Natureza e Animais Verlag, Münster, Alemanha.



Daniel Knop
________________________________________

Daniel Knop é o editor fundador da Koralle, revista líder mundial em aquário marinho e corais, traduzido para Inglês, Francês, Italiano, Polaco e russo.
Ele também é autor de mais de 20 livros, incluindo alguns dos títulos mais vendidos da Europa sobre aquário marinho.
Vários de seus livros estão disponíveis em Inglês: Giant Clams, Successful Reef Aquariums, Nano Reef Tanks, and Corals: Indo-Pacific Field Guide
Além de seu trabalho como autor e editor, ele é co-proprietário de uma empresa de produção de suplementos e equipamentos para aquários marinhos(http://www.knop.de).
Daniel também trabalha no apoio ao cultivo de corais e atividades de conservação de recifes. Em 1994, ele desenvolveu um conceito para o desenvolvimento dos corais com a ajuda de pescadores nativos e outros cidadãos de regiões costeiras, em primeiro lugar, nas Filipinas, mais tarde, também na Indonésia, onde liderou projetos de fazendas de criação de corais. Em sua casa, na Alemanha, ele mantém aquários de corais que vão de 6 até 6000 litros, e ele mergulha regularmente em recifes de corais tropicais para estudar invertebrados e fazer fotografias subaquáticas. Recentemente, um coral soft gênero (Knopia) foi nomeado após ele o ter descoberto.
Daniel Knop mora perto de Heidelberg, Alemanha.


Voltar ao topo
 Perfil Álbum pessoal  
 
 Título: Re: Gastrópodes Audaciosos (por David Knop)
MensagemEnviado: 25 Dez 2013, 23:10 
Offline
Citar mensagem
Cirrhilabrus filamentosus
Cirrhilabrus filamentosus

Registrado em: 16 Set 2010, 10:20
Mensagens: 374
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 9 vezes
Apelido: monica
Cidade: sao paulo
País: brasil
muito bom Renato, adorei o texto.
percebi hoje que estou com esses bichos no meu aqua, foi qdo vi q quase todos os zoanthus estavam fechados....tirei oq pude enxergar e seus ovos, ....vamos ver se melhora...

_________________
nano reef boyu 58l: viewtopic.php?f=25&t=21201


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 2 mensagens ] 

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Tópicos Similares

Octocorallia (artigo novo - Daniel Knop) Fórum: Aquário Marinho Geral Autor: Yuri Machado de Barros Respostas: 0
DAVID GILMOUR Fórum: CHAT Autor: Gilson Franzoni Respostas: 6
DAVID BOWIE Heroes (hero always) Fórum: CHAT Autor: Mauro Becker Respostas: 7
----Vendo reator de calcio Knop C --- Fórum: Classificado Geral Autor: Ronel Rosa Respostas: 1
David Saxby's Reef Aquarium Fórum: Super Projetos Autor: Celso Suguimoto Respostas: 18
Ir para:  




Powered by phpBB © 2008 phpBB Group | Traduzido por: Suporte phpBB
subSilver+ theme by Canver Software, sponsor Sanal Modifiye

Modificado por Micael Borin Martins